quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Ode ao tio B

Conceição escrevi por ti
À espera que fosses Mimi
Mulher feita
Mulher com princípios,
Mas também meio e fim
Troquei-te por Soraia
E Anitas de toque suave
Toquei-te na Primavera
Tuas asas doce ave
Tua  púbis cor de prado
Mas fomos os dois em contramão
Cada um para o seu lado
Mas só eu fui condenado
Pois ficaste com os bons
E eu com os bens
Foste puta barata
Puta de vinte vinténs

1 comentário:

  1. Um poema deste blogue foi publicado no Poesia Portuguesa.
    Algum inconveniente será de imediato apagado.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar