quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Morte

A morte deixou o poema
Sozinho
Sem escuridão
Como algo perdido
E já sem sentido

Tirando a tristeza
Mais triste ficou
A morte o poema deixou
Para agora ficar esquecida
Já sem luto
Porque passado três anos
Já só resta a sua marca em nós
E não a memória do defunto

Sem comentários:

Enviar um comentário